Monocotiledôneas

            As monocotiledóneas possuem cerca de 6550 espécies, que são principalmente herbáceas, que incluem as orquídeas, o bambu, palmeiras e lírios, e também as gramíneas. A maioria das especies de monocotiledóneas tem folhas com nervuras paralelas.O caule tem tecidos condutores ou vasculares  distribuídos em arranjo de feixes de Xilema e Floema dispostos irregularmente, e geralmente, não apresentam crescimento secundário.

            As flores da maioria das especies têm as peças florais, tipicamente, em múltiplos de três. Além dessas características, o embrião apresenta um único cotilédone. Essa estrutura  é  uma folha modificada que possui a função de acumular nutrientes para o embrião, garantindo, assim, a germinação da semente. 

            Outra característica são as raízes que formam um sistema fascicular.Nas espécies, que apresentam crescimento secundarios (dicotiledôneas e gimnospermas lenhosas), as células endodérmicas não desenvolvem nenhum outro tipo de espessamento além das estrias de Caspary e, eventualmente, são eliminadas junto com o córtex durante o crescimento secundário . No entanto, nas raízes que não apresentam crescimento secundário, especialmente  as monocotiledôneas, a endoderme  apresenta células  denominadas células de passagem. Estas células permitem a passagem de água e sais através da membrana plasmática.Este tipo de raiz característico das monocotiledóneas, faz uma excelente cobertura do solo, reduzindo a erosão.

 

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!